É pecado pintar as unhas?

Existem na Bíblia alguns princípios que devem nortear a vida do cristão. Infelizmente muitos costumes do mundo têm adentrado na igreja e isso já havia sido predito por Paulo quando disse: “nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes” (2 Timóteo 3:1-5).

O cristão deve ter a Bíblia como seu padrão normativo de fé e conduta e o primeiro princípio está no seguinte verso:

(1) “Portanto, quando vocês comem, ou bebem, ou fazem qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus” (1 Coríntios 10:31). Tudo deve ser feito para honrar o nome de Deus, quer seja com o vestuário, com o trabalho, dinheiro, passatempo, tudo para honrar Àquele que nos criou e com o Seu precioso sangue nos comprou!

O segundo princípio tem a ver com a “modéstia” e o “bom senso.”

(2) “Da mesma sorte, que as mulheres, em traje decente, se ataviem com modéstia e bom senso, não com cabeleira frisada e com ouro, ou pérolas, ou vestuário dispendioso, porém com boas obras (como é próprio às mulheres que professam ser piedosas)” (1 Timóteo 2:9-10). “Não seja o adorno da esposa o que é exterior, como frisado de cabelos, adereços de ouro, aparato de vestuário; seja, porém, o interior do coração, unido ao incorruptível traje de um espírito manso e tranqüilo, que é de grande valor diante de Deus”(1 Pedro 3:3-4).

Nota-se que a modéstia não é sinônimo de desleixo ou falta de cuidado. O texto bíblico aponta para a extravagância. Como classificaríamos a extravagância ou indecência? Alguma coisa dispendiosa, talvez algo que destoe, que mostre as partes íntimas, que desperte o apetite sexual do outro, etc.

No terceiro princípio, Cristo nos instrui que não devemos nos pôr como (3)“tropeço ou escândalo ao nosso irmão” (Romanos 14:13). Devemos nos abster (4)“de toda forma (ou aparência) de mal” (1 Tessalonicenses 5:22). Portanto, modéstia significa pureza, beleza em todos os aspectos que condizem com os princípios cristãos; isso envolve saúde física que proporcionará uma melhor aparência (assim, fazer exercícios físicos e alimentar-se corretamente é muito importante), envolve a bondade, a beleza de um sorriso simpático e alegre, uma conduta nobre e elevada; tudo isso dignifica e exalta o Criador.

Neste momento você pode estar perguntando novamente; “mas então… pintar as unhas é pecado?” Um cristão não pode servir de consciência para ninguém, mas deve apontar princípios bíblicos que norteiem a vida de quem possa estar com dúvida. O texto de Oséias 2:13 usa como ilustração a figura de uma mulher toda adornada e enfeitada para correr “atrás de seus amantes, mas de Mim se esqueceu, diz o Senhor.” Perceba que esta linguagem figurativa é forte! O quinto princípio é visto por mais um texto de Paulo:

(5) “Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a ele” (Romanos 12:2). Entende-se que o cristão deve buscar conhecer a vontade de Deus através da renovação da mente, e isso acontece quando o indivíduo se relaciona com o Criador.

Conclusão: Entendo que há cosméticos que auxiliarão a manter uma boa aparência como xampu, creme hidratante, protetor solar, ou um tonalizante para a pele com proteção UV, e também uma base para as unhas que, além de deixá-las mais bonitas, também as protegerá deixando-as mais vigorosas. Vejo problema com a falta de “modéstia” e “bom senso.” Tendo em vista os princípios listados acima, é importante cultivarmos bons hábitos de vida que resultarão em saúde, beleza física e vitalidade. Devemos buscar aquilo que seja o mais natural possível, sem “extravagâncias”, ou seja, mantendo a beleza com simplicidade e naturalidade. Particularmente não aprecio unhas coloridas. Acho muito artificial, realça mais a sensualidade do que a feminilidade, contrariando assim os valores bíblicos! Contudo, ser cristão não significa trajar-se como no século XIX! Devemos representar muito bem Aquele que nos comprou com Seu precioso sangue. Isso exige cuidados especiais com nossa aparência.

Forte abraço, e que Deus lhe abençoe!

Pr. Frederico Branco

Anúncios
Esse post foi publicado em Modéstia Cristã, Pecados, Uncategorized, Vestuário. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s