Cristo e a Eucaristia

 

Wilson Borba, professor de teologia no Equador  

Artigo extraído da Revista Ministério, julho de 1998.

Milhares de adventistas no Brasil são oriundos do catolicismo romano. Em maior ou menor grau, foram anteriormente influenciados a crer que Cristo está presente e morto nos elementos do pão e vinho eucarísticos. Diante disso, é importante conhecermos um pouco sobre a origem e o desenvolvimento da doutrina da transubstanciação. Sintetizar a história e o desenvolvimento desse ensinamento é um desafio. São mais de 1.500 anos de história. A questão é difícil, até porque, segundo Hermann Sasse, “nenhum livro sobre assunto dessa espécie foi escrito ou poderá ser escrito com absoluta imparcialidade”.1

Os primeiros ensaios da doutrina da transubstanciação surgiram durante a Era Patrística, aproximadamente entre os anos 100 e 600. Continuar lendo

Publicado em Catolicismo, Corpus Christi, Eucaristia, Heresias, Jesus Cristo, Transubstanciação, Uncategorized | Deixe um comentário

Corpus Christi – A Festa Pagã da Igreja Romana

De acordo com a Wikipedia: Corpus Christi (expressão latina que significa Corpo de Cristo) é uma festa móvel da Igreja Católica que celebra a presença real e substancial de Cristo na Eucaristia. A procissão pelas vias públicas, quando é feita, atende a uma recomendação do Código de Direito Canônico (cân. 944) que determina ao Bispo diocesano que a providencie, onde for possível, “para testemunhar publicamente a veneração para com a santíssima Eucaristia”. Continuar lendo

Publicado em Catolicismo, Corpus Christi | Deixe um comentário

Adoradores ou zombadores do Rei?

Imagine um batalhão de “adoradores” bem organizados. Eles estão diante de Jesus num belo lugar, num palácio. Parece haver muita alegria e celebração!

Se prostram diante dele e gritam: “Salve, oh Rei!”

Colocam-lhe um manto real e o coroam. Em sua mão, colocam um cetro.

Um belo lugar, adoradores acostumados a ações organizadas, postura correta (ajoelhados) e com palavras corretas (“Salve, Rei!”). A atitude de coroá-lo talvez levasse você a se lembrar de grande hinos como “Coroai-o Rei dos reis”, ou “Com gloria coroai”.

Observando de longe, talvez uma das mais belas cenas de adoração e louvor que você já viu…

Não era.

Na verdade era uma das cenas mais pavorosas que o universo já presenciou: a total humilhação e zombaria do Filho de Deus (Mt 27:27-31).

Continuar lendo

Publicado em Música e Adoração, Reverência, Uncategorized | Deixe um comentário

Declarações de Ellen White sobre o Tempo decorrido entre a Criação e Moisés, entre a Criação e Cristo

Resultado de imagem para Ellen White

Quatro Mil Anos

1874 – TC, pág. 30. O Filho de Deus humilhou-Se e tomou uma natureza humana, depois de haver a raça vagueado quatro mil anos fora do Éden e do seu estado original de pureza e retidão. Temptation of Christ in the Wilderness. (Reimpresso em ST de 11 de junho de 1874, RH de 28 de julho de 1874 e 1ME, pág. 267).

1874 – TC, pág. 30. Cristo, no deserto da tentação, ficou no lugar de Adão para suportar a prova a que ele deixou de resistir. Ali Cristo venceu em lugar do pecador, quatro mil anos depois de Adão volver costas à luz de seu lar. (Reimpresso em ST de 11 de junho de 1874, RH de 28 de junho de 1874 e 1ME, pág. 267). Continuar lendo

Publicado em Criacionismo, Ellen White, Geologia, Uncategorized | Deixe um comentário

Disciplina Eclesiástica: Evitando os Extremos

 

A igreja deve agir em nome e na autoridade de Cristo.

A palavra disciplina vem do latim discere – “aprender” a mesma raiz da palavra “discípulo”1. Disciplina é “ensino, instrução, educação, submissão a um regulamento”2. No hebraico é musar (Dt 11:2; Pv 5:12; 15:10, etc), que, além de disciplina, significa também “instrução, advertência, castigo”3. “O termo musar significa ‘disciplina’ mas é mais que isso. […] Ele ensina como viver corretamente no temor do Senhor”4. Já os escritores do Novo Testamento empregaram, entre outras, a palavra paidéia (Ef 6:4; 2Tm 3:16; Hb 12:5, 7, 8, 11, etc), com o significado de “treinamento” “disciplina” – do verbo paideuo, cujo significado é instruir, treinar, educar, corrigir (algumas vezes esse verbo é também empregado com o sentido de punir, castigar). É verbo utilizado para se referir à instrução de crianças,5 base para a palavra pedagogia – treinamento de uma criança.6 Paidéia, no Novo Testamento (especialmente nas epístolas paulinas), visa o mesmo que as Escrituras Sagradas, que é o “ensino, a repreensão, a correção e a educação [paidéia] na justiça” (cf. 2Tm 3:16)7.

Continuar lendo

Publicado em Disciplina Eclesiástica, Revista Adventista, Uncategorized | Deixe um comentário

Barreiras que Atrapalham – Nossas igrejas devem ser centros de amor e ternura

Resultado de imagem para chapeu cowboy

Certo vaqueiro sentiu o desejo de ir a uma igreja. Vestiu sua roupa de cowboy, entrou no templo e sentou-se na primeira fila de bancos. Em poucos segundos, todos os olhares se dirigiram para ele. Demonstrando intolerância e desagrado, algumas pessoas mudaram de lugar, deixando-o isolado. Ninguém o cumprimentou.

Terminada a reunião, o cowboy dirigiu-se, o mais rápido possível, ao estacionamento. Quando entrava no carro, o pastor se aproximou dele e disse: “Volte no próximo domingo. Mas ore a Deus pedindo que lhe mostre o tipo de roupa que você deve usar na igreja.”

No domingo seguinte, o vaqueiro retornou com a mesma roupa. Dessa vez, a reação dos membros foi pior do que na semana anterior. Quando o visitante indesejado saía do templo, o pastor lhe perguntou:

Continuar lendo

Publicado em Cristianismo Prático, Revista Adventista, Uncategorized, Vestuário | Deixe um comentário

O corante carmim de cochonilha e os biscoitos recheados sabor morango

No Brasil, a cochonilha é também uma praga de jardim. A primeira evidência de que a planta está infestada é o aparecimento de bolinhas brancas que parecem ser de algodão nos caules, próximos às folhas. Elas sugam a planta, roubando sua seiva, alojando-se principalmente na parte inferior das folhas e dos brotos. Para defender-se da predação por outros insetos, produz ácido carmínico, que extraído de seu corpo e ovos é utilizado para fazer o corante alimentício que leva seu nome. O corante de cor vermelho-escura é utilizado em larga escala pela indústria cosmética (shampoo, batons, etc.) e alimentícia, emprestando sua cor a biscoitos sabor morango, gelados de frutas vermelhas, leites de soja sabor morango, geléias, sobremesas, sendo também utilizado em medicamentos e roupas. Pode causar reações alérgicas em algumas pessoas. Continuar lendo

Publicado em Alimentos Imundos, Saúde, Uncategorized | Deixe um comentário